O Standard Bank Group está a recrutar um Director de Gestão da Transformação para Luanda, em Angola

O Standard Bank Group está a recrutar um Director de Gestão da Transformação para Luanda, em Angola.

Funções

Integração e entrega:

Agendar auditorias independentes de projectos e revisões de garantia. Analisar as conclusões e implementar medidas apropriadas de modo a garantir que a qualidade dos resultados do projecto respeite as normas

Desenvolver uma Estratégia de Gestão de Recursos e convertê-la num Plano de Gestão de Recursos da DGT que ilustre de forma clara os requisitos de recursos, actividades planeadas e calendários

Prestar aconselhamento e orientações no tocante às funções e responsabilidades abrangidas pelo projecto – e ambientes de programa – e incorporá-lo no Plano de Gestão de Recursos da DGT. Provide advice and guidance on roles and responsibilities within the project – and programme environments and incorporate it into the TMO Resource Management Plan

Manter e actualizar o Plano de Programa Integrado e desenvolver a monitorização necessária, bem como controlar as actividades para acompanhar o progresso em relação ao plano e ao andamento crítico (critical path)

Antecipar eventuais desvios do Plano de Programa Integrado devido a constrangimentos ao nível dos recursos, conflitos de interesses entre projectos individuais, constrangimentos ao nível das capacidades, etc., e tomar medidas para solucioná-los

Operações:

  • Gerir a planificação e o cálculo dos custos de todos os projectos em conjunto com o/a Gestor(a) da Direcção de Gestão de Projectos
  • Coordenar os sistemas de informação e apoio de modo a possibilitar uma abordagem suficiente dos riscos e problemas dos Projectos através da manutenção de registos dos riscos e dos problemas
  • Interpretar todos os riscos e problemas, do ponto de vista do Programa, de modo a geri-los da melhor forma
    Gerir eficazmente os escalonamentos e as excepções de projectos através de processos bem comunicados e apoiados
  • Analisar interfaces e dependências críticas entre projectos e planear medidas adequadas
  • Gerir e coordenar os sistemas de informação e apoio de modo a possibilitar o tratamento eficiente das alterações necessárias para ulterior investigação e resolução
  • Gerir as actividades de resolução relativas à gestão de riscos e à gestão de problemas dos Projectos de forma a garantir que os obstáculos à realização bem-sucedida dos benefícios sejam removidos
  • Colaborar com outras áreas mediante interacções contínuas de modo a garantir a implementação das melhores práticas e a adopção de uma abordagem normalizada
  • Fornecer, de modo exacto e atempado, MIS em conformidade com a matriz acordada com o/a Director(a) de Operações de forma a possibilitar a tomada de decisões informadas
  • Gestão de riscos e da qualidade
  • Controlar o processo de gestão de riscos para projectos, procedimentos, programas, etc.
  • Avaliar o impacto de cada risco identificado e aprovar medidas de atenuação adequadas a serem tomadas pela equipa
  • Supervisionar o plano de gestão da qualidade do Programa, que assegurará que as reuniões de revisão e fóruns de governação pertinentes tenham lugar
  • Supervisionar os processos de auditoria, garantia e revisão apropriados para o Programa
  • Garantir a implementação de um controlo apropriado da qualidade, i.e., estabelecer práticas e normas coerentes que respeitem as disposições de governação de Programas acordadas
  • Identificar, avaliar e atenuar os riscos enfrentados quer pelos sistemas quer pelos processos de negócios na área de Operações e, deste modo, minimizar os riscos operacionais
  • Cooperar com as partes interessadas nos negócios para garantir que os procedimentos regulamentares, das normas de políticas do grupo e operacionais mínimos sejam cumpridos, de modo a minimizar a exposição do Banco ao risco

Gestão de Tranches:

  • Levar a cabo uma gestão eficaz das tranches no quadro do Programa, i.e., assegurar que a avaliação inicial dos riscos esteja concluída aquando do início da tranche e que a medição do desempenho do estado actual das operações esteja concluída antes do início da transição
  • Coordenar as revisões de fim de tranche, incluindo as revisões dos benefícios dos projectos

Gestão de Relações:

  • Desenvolver e gerir relações com todas as unidades de negócios e funções empresariais e com as partes interessadas que fazem parte do ciclo de vida da mudança
  • Gerir e monitorizar as interfaces quotidianas e a entrega de serviços junto de parceiros internos e externos
  • Gerir as relações com partes interessadas nos negócios relacionadas com portfólios, programas e projectos
  • Gerir a resolução dos problemas escalonados relativos a serviços
  • Assegurar que os controlos necessários sejam implementados de forma a monitorizar e reduzir a exposição ao risco operacional
  • Identificar as expectativas em relação ao serviço ao cliente, acordar os resultados a realizar e garantir o alinhamento com a Proposta de Valor para o Cliente de modo a prestar um serviço apropriado
Gestão de pessoas:
  • Promover uma cultura de gestão do desempenho e progressão na carreira através da tutoria e da motivação em reuniões regulares de equipa e com cada membro de forma a assegurar a optimização do desempenho e a minimização da rotatividade dos efectivos
  • Assegurar o recrutamento de efectivos com o conjunto de competências correcto mediante a participação no processo de recrutamento, garantindo, deste modo, que a DGT disponha do talento necessário para atingir os objectivos estratégicos em todas as ocasiões
  • Avaliar as necessidades tecnológicas, de software, hardware, etc.
  • Garantir que os recursos estejam qualificados para os vários processos de modo a possibilitar uma repartição equilibrada do volume de trabalho entre os produtos e as funções.
  • Identificar as necessidades e os cursos (internos/externos) de qualificação formal e profissional (informal) apropriados para o desenvolvimento da equipa e de si própria/o
  • Melhorar as suas próprias competências e as da equipa a respeito de novos/as produtos, tendências e procedimentos através da frequência de workshops/apresentações e da leitura de comunicações internas e externas, ao nível do país e do continente
Requisitos
  • Formação Superior em Engenharia, Gestão, Economia, Finanças ou similar, compatível com as funções a desempenhar
  • Fluência em Português e Inglês
  • 5 anos de experiência na direcção da implementação de mudanças, incluindo, sem restrição, projectos, melhorias contínuas, gestão de processos, análise de negócios
  • Uma certificação em gestão de projectos e/ou gestão de portfólios e programas (PMOK e Prince2) será valorizada
  • Uma certificação em Gestão de Mudanças e/ou em Lean Six Sigma será valorizada
  • Experiência: Gestão de Projectos: 3- 5 anos
  • Processos de Negócios: 3 – 5 anos
  • Gestão de Portfólios: 3- 5 anos
  • Gestão de Mudanças: 3- 5 anos
  • Experiência no sector financeiro/bancário: +10 anos
  • Conhecimento: Gestão de Projectos
  • Gestão de riscos
  • Gestão de Processos e Mudança
  • Capacidade de gerir pessoas e expectativas

Notas
Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados

Como se Candidatar
Candidate-se online: goo.gl/qJR1A4

O site Emprego Em Angola é um site de divulgação de vagas de emprego, concursos públicos, cursos, trainee e estágio. nos divulgamos vagas de emprego Especificamente no território angolano, e ainda demos dicas para os candidatos, desde tópicos de como elaborar um bom curriculum até dicas para ter sucesso numa entrevista.